Hitler possuía o espírito do anticristo

Adolf Hitler possuía o espírito do anticristo. Hitler já chegou a se comparar a Jesus Cristo quando escreveu sua autobiografia

11373
visualizações
Classificar artigo

Não é de se duvidar, mas Adolf Hitler possuía o espírito do anticristo. Hitler já chegou a se comparar a Jesus Cristo quando escreveu sua autobiografia, com o objetivo de vender a imagem de “salvador da Alemanha”, Hitler escreveu seu momento de politização com a ressurreição de Jesus.

Esse é a primeira impressão que o anticristo dará as pessoas, se auto titulando “Salvador” do mundo, acredito que ele aparece no momento em que o mundo inteiro estiver em crise, ele resolverá problemas politicos, econômico, a fome pelo mundo, da mesma forma que Hitler “Salvou” a Alemanha em 1930, pois ela tinha uma economia muito turbulenta.

Quando Hitler e seu partido assumem o poder, fazem a Alemanha se reerguer economicamente de maneira extremamente rápida, o que foi considerado “um milagre” por muitos economistas.
O desemprego de 1920 e do início de 1930 foi reduzido de seis milhões de desempregados em 1932 para menos de um milhão em 1936. A produção nacional cresceu 102%, de 1932 a 1937, e a renda nacional dobrou.

Isso tudo causou conforto e paz sobre a Alemanha não é mesmo? Porém logo após veio o holocausto. Quando o anticristo governar o mundo na grande tribulação não será diferente, a Biblia diz em 1 tessalonicenses 5:3: “Quando vos afirmarem “ Há paz e segurança!”, eis que repentina destruição se precipitará sobre eles, assim como “as dores de parto” tomam uma mulher grávida.”

Adolf Hitler, em seus discursos, ele desafiou as pessoas a amar seus vizinhos, para cuidar dos pobres e doentes, e de tomar uma posição contra a violência.”Seus discursos foram preenchidos com esperança”, diz Ray Comfort, o autor de Hitler, God & a Bíblia. “Ele diz: “Eu estou indo para restaurar a glória. “Ele também disse que “eu acredito que eu estou agindo no sentido do Criador Todo-Poderoso.”

Quando criança, Hitler foi batizado na Igreja Católica. Ele era coroinha, e em um ponto ele mesmo queria se tornar um sacerdote. Mas como a história viria a mostrar, um membro da igreja e um cristão são duas coisas diferentes.
Desde os seus primeiros discursos políticos, Hitler invocou Deus: uma jogada política inteligente no país de maioria cristã da Alemanha.

Hoje em dia, se você quiser chegar a algum lugar como um político, você dizer um versículo da Bíblia aqui e ali, talvez ter sua foto tirada com um ministro vestes fora de sua igreja em um domingo, aparecer em um pequeno-almoço de oração e dizer algo sobre Deus – então uma vez que você está no seu lugar de autoridade política, você pode deixar sua agenda sair, e isso é exatamente o que Hitler fez.

O tempo foi passando, Hitler ganha mais poder, Deus pra ele não tem mais nenhum significado, “Eu acho que Hitler começa a acreditar em Hitler,” diz o Dr. Anthony Santoro, professor de história na Universidade Christopher Newport.
“Hitler estabelecer um sistema anticristomuito horrível disfarçado como uma igreja cristã”, acrescenta Comfort.

Seus companheiros nazistas eram muitofeliz em abraçar o seu Fuhrer como messias da Alemanha.

“É apenas em um ou dois pontos excepcionais que Cristo e Hitler se destacam comparavelmente. Para Hitler é muito grande um homem para ser comparado com um tão mesquinho”, disse Julius Streicher, o editor do jornal nazista  Der Sturmer.

Ministro da propaganda de Hitler, Joseph Goebbels, disse: “Nossa Fuhrer é o intermediário entre o seu povo eo trono de Deus. Tudo o que o Fuhrer profere é religião no sentido mais elevado.

“E uma vez que cada religião tem uma casa de culto, Hitler desenvolveu um plano de 30 pontos para a nova “Igreja Nacional do Reich”, que sequer foi publicada por  The New York Times  em 1942. Entre as regras:

*.Não há pastores, capelães ou padres foram autorizados a falar na igreja …. apenas oradores Nacional Reich.

*.Todas as Bíblias e imagens de santos foram retiradas dos altares da igreja e substituídos por cópias de  Mein Kampf.

*.A cruz também foi removido e substituído com a suástica.

*.Uma das regras mais controversas Reich Igreja envolveu a Bíblia.

Embora Hitler usou as Escrituras em muitos de seus primeiros discursos, mais tarde ele se refere a ele como “um conto de fadas inventado pelos judeus”,e em 1942, a Bíblia tornou-se um livro proibido na Alemanha.

“Adolf Hitler odiava a Bíblia”, diz Comfort. “Ele tinha sua própria Bíblia impressa, 100.000 cópias.Há alguns exemplares ainda ao redor, mas a maioria deles foram destruídos por pessoas que perceberam que Hitler tinha feito.
“Na bíblia de Hitler, todas as palavras emhebraico como  aleluia  foram removidos. Ele também substituiu os Dez Mandamentos com doze desta própria. Entre eles:

*.Manter o sangue puro e santo sua honra.

*.Manter e multiplicar a herança de seus antepassados.

*.Servir com alegria as pessoas com trabalho e sacrifício.

*.Honre seu Fuhrer e Mestre.

Hitler tinha sua própria igreja, a própria Bíblia e até mesmo seu próprio hino, cantado todos os dias nas escolas alemãs:

“Adolf Hitler é o nosso salvador, nosso herói. Ele é o ser mais nobre no mundo inteiro. Para Hitler, vivemos. Para Hitler, morremos. Nossa Hitler é o nosso Senhor, que governa um admirável mundo novo.”

Agora que Hitler havia criado sua própria religião Reich, que era hora de se livrar da concorrência. E enquanto sua perseguição dos judeus foi bem conhecido, a sua “Solução Final” para os cristãos permaneceram em segredo durante mais de 60 anos.

Em 2002, um estudante de lei judaica descobriu um relatório de 120 páginas apartir de 1940.Ela foi compilada por membros da OSS,uma agência de espionagem americana na Segunda Guerra Mundial. O relatório foi chamado de  O Plano Diretor nazista: A Perseguição das Igrejas cristãs.  Os documentos traçar um plano passo-a-passo para de-cristianizar Alemanha:

*.”Leve sobre as igrejas de dentro, usando simpatizantes do partido.

*.Desacreditar, prisão ou matar líderes cristãos.*.Re-doutrinar os congregantes.

*.Dê-lhes uma nova fé em alemão Terceiro Reich.”

Então, onde eram cristãos da Alemanhaem tudo isso? A maioria deles estavam assustados demais para protestar, mas um pequeno remanescente de cristãos fizeram levantar-se contra a Igreja Reich. Um grupo de 3.000 protestantes conhecida como a “Confessar Igreja” desafiou abertamente Hitler e pagou o preço.

Hitler disse: “Eu vou fazer essas malditas pastores sentir o poder do Estado de uma maneira que nunca acreditei possível. Se eu tiver a mínima suspeita de que eles estão ficando perigoso, eu vou atirar o monte deles.

“Setecentos pastores da Igreja Confessante foram presos. Muitos deles foram assassinados ou enviados para campos de concentração.

“Não há tal coisa como o mal, na minha opinião, e este homem é o mal”, diz Santoro. “Hitler não tem lealdades permanentes. Se você cruzar-lo, você vai morrer. ”

O aspecto mais importante do cristianismo que Hitler ignorou foi a crença de que Jesus Cristo é o Filho de Deus e Salvador do mundo. Esse é um papel de Hitler preferiu tomar para si mesmo.E mesmo quando ele fez menção de Jesus, não era o Jesus da Bíblia. Por exemplo, ele se recusou a admitir o fato de que Jesus era judeu.

“Eles não pegue qualquer aviso de João4, onde a mulher no poço diz:” Como é que é, você ser judeu … ‘e Jesus não disse:’ Espera aí. – Eu sou um gentio ” diz Comfort. “E então você encontrar as genealogias do livro de Lucas; que vá para a direita de volta por meio de Davi, através de Abraão, então, obviamente, eles não acreditam nas escrituras, e eles fizeram o seu próprio Jesus.

“O Jesus Hitler composta era um ariano, a quem muitas vezes referido como “o Nazareno” e “o primeiro grande inimigo dos judeus.”

Hitler negou a divindade de Cristo e forçou as pessoas a adorá-lo como Deus. Então ele preso ou morto centenas de pastores cristãos e desenvolveu um plano detalhado para destruir a Igreja. Se ele era um cristão, como muitas pessoas sugerem, então ele não era muito bom.

“Se você está regenerado pelo Espírito Santo, se você está realmente nasceu de novo, você terá a evidência de frutas”, diz Comfort. “O fruto da justiça,fruto de louvor, o fruto de ação de graças, o fruto de arrependimento e, especialmente, o fruto do Espírito: amor, alegria, paz, paciência, bondade, generoso, fé, mansidão e temperança. Portanto, se você não tem amor, você não é um cristão.”

Se alguém afirma ser um profeta e não reconhece a verdade sobre Jesus, essa pessoa não é de Deus.  Essa pessoa tem o espírito do Anticristo. Quem não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor.
Há nenhum medo no amor; mas o perfeito amor lança fora o medo.” John 4: 3, 8.

Encurtador de link: http://bit.ly/2iYShQR